Vacina Febre Amarela

O que previne:

Febre amarela.

Do que é feita:

No Brasil estão disponíveis duas vacinas: a produzida por Biomanguinhos – Fiocruz, utilizada pela rede pública, e a produzida pela Sanofi Pasteur, utilizada pela rede privada. Ambas são elaboradas a partir de vírus vivo atenuado, cultivado em ovo de galinha. A vacina de Biomanguinhos apresenta em sua formulação a presença de gelatina bovina, eritromicina, canamicina, cloridrato de L-histidina, L-alanina, cloreto de sódio e água para injeção. Já a da Sanofi Pasteur contém: lactose, sorbitol, cloridrato de L-histidina, L-alanina e solução salina.

 

Ambas têm perfil de segurança e eficácia semelhantes (estimada em 95%).

 

Indicação:

Crianças a partir de 9 meses de idade, adolescentes e adultos que vivem em regiões brasileiras classificadas como áreas de recomendação de vacinação, ou em viagem nacional/internacional de risco para a doença, ou com obrigatoriedade de comprovação da vacinação.

O documento internacional de registro da vacina chama-se Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP). Para emissão do CIVP, é preciso procurar os serviços públicos ou privados habilitados para tal, pessoalmente, e apresentar um documento de identidade com foto e a caderneta de vacinação com o registro da vacina. Quando há contraindição para a vacinação, o médico deverá emitir o certificado de isenção da vacinação contra febre amarela com a justificativa da isenção. O documento permite a entrada de não vacinados nos países que exigem o CIVP de pessoas provenientes de regiões endêmicas.

Contraindicações:

  • Crianças abaixo de 6 meses de idade.

  • Indivíduos infectados pelo HIV, sintomáticos e com imunossupressão grave comprovada por exame de laboratório.

  • Pessoas com imunodepressão grave por doença ou uso de medicação.

  • Pacientes que tenham apresentado doença neurológica desmielinizante no período de seis semanas após a aplicação de dose anterior da vacina.

  • Contraindicada em nutrizes até que o bebê complete 6 meses. Se a vacinação não puder ser evitada, suspender o aleitamento materno por 10 dias. Procure o pediatra para mais orientações.

  • Pacientes submetidos a transplante de órgãos.

  • Pacientes com câncer.

  • Pessoas com história de reação anafilática relacionada a substâncias presentes na vacina (ovo de galinha e seus derivados, gelatina bovina ou outras).

  • Pacientes com história pregressa de doenças do timo (miastenia gravis, timoma, casos de ausência de timo ou remoção cirúrgica).

  • Em princípio há contraindicação para gestantes, mas a administração deve ser analisada de acordo com o grau de risco, por exemplo, na vigência de surtos.

  • A vacinação de indivíduos a partir de 60 anos deve ser evitada, a menos que haja alto risco de infecção.

 

Esquema de doses:

 

Nas áreas brasileiras com recomendação de vacina:

  • Rotina: dose única a partir dos 9 meses.

  • Crianças, adolescentes e adultos que já tenham recebido uma dose não precisam ser vacinados novamente.

 

A viajantes para áreas com recomendação ou países que exigem o CIVP é recomendada a comprovação de apenas uma dose na vida.

 

Em situações de exigência da vacinação, a dose deve ter sido aplicada no mínimo dez dias antes da viagem.

 

Via de aplicação:

 

Subcutânea.

 

Cuidados antes, durante e após a vacinação:

  • Não são necessários cuidados especiais antes da vacinação.

  • Em caso de febre recomenda-se adiar a vacinação até a melhora.

  • A administração da vacina em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico ou outras doenças autoimunes deve ser avaliada com cuidado, pois pode haver imunossupressão nesses pacientes.

  • Pacientes transplantados de células de medula óssea também devem ser avaliados, considerando o estado imunológico e o risco epidemiológico, respeitando-se o período mínimo de 24 meses após o transplante.

  • Qualquer sintoma grave e/ou inesperado após a vacinação deve ser notificado ao serviço que a realizou.

  • Todo e qualquer evento adverso grave e/ou inesperado deve ser notificado às autoridades de Saúde.

 

Efeitos e eventos adversos:

  • Entre os eventos locais, a dor no local de aplicação ocorre em 4% dos adultos vacinados e um pouco menos em crianças pequenas, e essa dor dura um ou dois dias, na forma leve ou moderada.

  • Manifestações gerais, como febre, dor de cabeça e muscular são os eventos mais frequentes e acontecem em cerca de 4% dos que são vacinados na primeira vez e menos de 2% nas segundas doses.

  • Apesar de muito raros, podem acontecer eventos graves: reações alérgicas, doença neurológica (encefalite, meningite, doenças autoimunes com envolvimento do sistema nervoso central e periférico) e doença em órgãos (infecção pelo vírus vacinal causando danos semelhantes aos da doença). No Brasil, entre 2007 e 2012, a ocorrência destes eventos graves foi de 0,42 caso por cem mil vacinados. Reações alérgicas como erupções na pele, urticária e asma acontecem com frequência de um caso para 130 mil a 250 mil vacinados. Entre 1999 e 2009, ocorreu anafilaxia na proporção de 0,023 caso para cem mil doses aplicadas. Entre 2007 e 2012, aconteceram 116 casos (0,2 caso em cem mil vacinados) de doença neurológica, principalmente quando se tratava de primeira dose e em idosos. Já a doença nos órgãos, chamada “viscerotrópica”, neste mesmo período, ocorreu em 21 pessoas (0,04 caso em cem mil vacinados).

 

Onde pode ser encontrada:

 

Nas clínicas privadas de vacinação credenciadas junto à Anvisa e nas Unidades Básicas de Saúde.

Telefone: (12) 3662-4020

Rua Brigadeiro Jordão, 153 Abernéssia - Campos do Jordão - SP

Telefone: (35) 3012-8075

Rua Primo Capelo, nº 143
Pediatrix - Itajubá - MG 

Telefone: (35) 3422-9648

Rua Coronel Otávio Meyer, nº81
Centro - Pouso Alegre - MG 

Telefone: (35) 3295-1961

Av. Irmão Arnaldo Isidoro- MEDCLIN
Centro - Machado - MG 

Telefone: (35) 3424-9648

Rua Duque de Caxias, nº314- LABVIDA
Centro - Congonhal - MG 

Telefone: (35) 3471-4422

Rua Dr. José Pinto Vilela,123
Centro -Santa RIta do Sapucai - MG 

Telefone: (35) 3067-8555

Rua Humberto Pizzo, 999 - Jardim Petrópolis - Varginha - MG

Telefone: (35) 3283-1599

Pça. Dr. Gouvea, nº244
Espaço Santa Tereza-Poço Fundo-MG 

Telefone: (35) 3445-1037

Praça Antônio Megale - Centro MedClin - Borda da Mata - MG

Telefone: (35) 98819-1455

Praça Nossa Senhora da Saúde - HEMATOSUL - Lambari - MG

© 2016 por Clínica São Bento. Todos os direitos desse site são reservados a Clínica São Bento a reprodução total ou parcial do conteúdo desse site sem aprovação/autorização prévia é permanentemente proibida.